Allan Kardec

"Foi em Lyon que, a 3 de outubro de 1804, nasceu, com o nome de Denizard Hyppolyte Leon Rivail, aquele que deveria mais tarde ilustrar o nome de Allan Kardec".

Rivail foi um burguês liberal, convencido pelo ideal republicano de liberdade, igualdade e fraternidade, e pertenceu à geração dos socialistas utópicos que foram frustrados pelos fracassos da revolução de 1848.

Confiante na ciência, reformador e otimista, herdeiro das idéias progressistas do século XVIII, procurava mudar o mundo, apoiando-se sobre as descobertas da ciência e da educação.

Na Suíça, completou a sua bagagem escolar, no Instituto Pestalozzi de Yerdon - Pestalozzi pode ser considerado como o pai espiritual de Rivail - Em 1825, possuidor do título de professor e de "Chefe de Instituição" da Academia de Paris, estava autorizado a fundar e dirigir escolas, pensionatos e instituições, pelo Grão-mestre da Universidade e Ministro da Instituição Pública da França. Rivail dedicou sua vida à educação convencido de que, só através dela, poderemos melhorar o ser humano.

Em 1832 casou-se com a sua companheira de muitos anos, a Professora de letras e belas-artes, Sra. Amélie Gabrielle Boudet.
Rivail, era membro de várias sociedades sábias,fundando em sua casa, cursos gratuitos de Química, Física, Anatomia Comparada, etc. , onde poucos se arriscaram a dedicar-se a estes estudos, pois existia um número reduzido de inteligências na época.

Mesas Girantes
Em Paris, em 1854, Rivail toma conhecimento da experiência que estava chamando a atenção da Europa, que consistia em fazer girar uma mesa onde várias pessoas assentavam com a expectativa que se realizasse a comunicação de um mundo desconhecido para a época; o mundo dos espíritos. Rivail e os demais freqüentadores destas reuniões acreditavam que estes fenômenos pareciam sobrenaturais, e por conseguinte, impossíveis e ridículos. Isto acontecia por desconhecerem a leis que regem os mesmos. Estas experiências eram realizadas em presença de pessoas honradas e dignas de fé, que não aceitavam a idéia da possibilidade "de uma mesa falante".

Dizia Rivail: "Eu entrevia naquelas aparentes futilidades, no passatempo que faziam daqueles fenômenos, qualquer coisa de séria, como que a revelação de uma nova lei, que tomei a mim estudar à fundo."
A respeito das Mesas Girantes teceu várias conclusões como: "Foi nessas reuniões que comecei os meus estudos sérios de espiritismo." Também disse que: "Percebi, naqueles fenômenos, a chave do problema tão obscuro e tão controvertido do passado e do futuro da humanidade, a solução que eu procurava em toda a minha vida."

Nasce Kardec
Como o Prof. Rivail tornou-se Allan kardec?
Uma noite, seu espírito protetor, Z... , deu-lhe por um médium, uma comunicação na qual lhe dizia, tê-lo conhecido em uma precedente existência, quando ao tempo dos Druidas, viviam juntos nas Gálias. Ele se chamava, então, Allan Kardec.

Prometia-lhe esse espírito ajudá-lo na tarefa importante a que ele era chamado, e que certamente levaria à termo.

Allan Kardec, após estudos metódicos, entendeu que através das leis naturais era possível explicar os acontecimentos referentes as relações entre o mundo visível e o mundo invisível. Seus estudos e seus questionamentos feitos aos espíritos, levaram-no a conscientizar-se de que ele teria a missão de ser o medianeiro do plano espiritual na tarefa de apresentar à humanidade uma nova doutrina, que viria revolucionar todos os conceitos sobre um mundo, até então, sombrio, o mundo dos espíritos.

Da comparação e da fusão de todas as respostas, coordenadas, classificadas e muitas vezes retocadas no silêncio da meditação, foi que Allan Kardec, codificou a Doutrina Espírita, que possui três aspectos: filosófico, científico e religioso (moral).

Obras básicas

São cinco as obras básicas do Espiritismo:

  1. Em 18 de abril de 1857, elaborou a primeira edição de o Livro dos Espíritos, referente a parte filosófica do Espiritismo;
  2. Em 1861, O Livro dos Médiuns, relativo a parte experimental e científica;
  3. Em 1864, O Evangelho segundo o Espiritismo, que versa sobre o aspecto religioso da doutrina, baseado na moral de Jesus Cristo;
  4. Em 1865, O Céu e o Inferno, que refere-se a Justiça de Deus, segundo o Espiritismo;
  5. Em 1868, A Gênese, que aborda os milagres e as predições.
Allan Kardec fundou em Paris, em 1858, a primeira Sociedade Espírita com o nome de Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas, cujo objetivo único era o estudo do Espiritismo, contribuindo assim, para o progresso da nova ciência, que tem como divisa: FORA DA CARIDADE, NÃO HÁ SALVAÇÃO. Também nesse ano, foi lançada a Revista Espírita - Jornal de Estudos Psicológicos.

Dizia Kardec: "Não há fé inabalável, senão a que pode encarar face a face a razão, em todas as épocas da humanidade.

Trabalhador extremoso, Allan Kardec, aos 64 anos, desencarnou a 31 de março de 1869, devido a um rompimento de um aneurisma.

Concluindo, nas palavras de Kardec: " O Espiritismo se dirige aos que não crêem ou que duvidam, e não aos que tem fé e a quem esta fé é suficiente."

Bibliografia:
  • Revista Espírita - Allan Kardec, maio de 1869;
  • Vida e Obra de Allan Kardec - Edson Audi, 1999;
  • Obras Póstumas - Allan Kardec, 1890.